Resenha: Um ano inesquecível


 Boa parte das minhas leituras desse ano estão empacadas,estou demorando mais que o normal para finalizar alguma leitura. Nunca gosto 100% de um livro,e geralmente termino só para não deixar aquela leitura parada,sabe?!

Enfim,porém hoje,eu finalmente trouxe a resenha de um livro que demorei mais de três meses para ler: Um ano inesquecível.
Dizem por aí que os melhores momentos da vida são vividos na adolescência. Os primeiros amores, os encontros, as festas, as viagens, as surpresas... E são sempre os instantes inesperados que transformam um dia comum em uma lembrança especial, daquelas que nunca deixarão de nos acompanhar.Este é um livro sobre esses momentos doces e sensíveis que não se apagam da memória tão facilmente. Quatro contos, em quatro estações do ano, sobre jovens que passam por vivências e sentimentos intensos. Paula Pimenta nos leva em uma viagem de inverno. Babi Dewet conta como um outono pode mudar tudo. Bruna Vieira mostra a paixão brotando com a primavera. E Thalita Rebouças narra um intenso amor de verão. Histórias de um ano inesquecível que vão ficar para sempre!
Para não ficar uma resenha tão embolada e superficial,resolvi contar o que achei das quatro histórias separadamente. O livro conta quatro histórias diferentes (como eu disse),que se passam em estações diferentes do ano -inverno,outono,primavera,verão-.
 Inverno (Enquanto a neve cair):
A primeira história se passa no inverno,e conta a história de Mabel,uma menina de 14 anos,e ela é "obrigada" a passar as férias de inverno com a família no Chile. E boa parte da história é ela fazendo birra por não ter consigo passar as férias com os amigos numa casa de praia,e ficando com a garoto que ela era apaixonada,mas cagava pra ela.

E é bem perceptível que é um infanto-juvenil,porém não amenizou minha irritação. A miga ta triste por passar as férias no Chile? Como assim? Só pra ficar atrás de um garoto que não esta nem ai pra ela?! Enfim,não entendi.
E a história gira em torno dela triste por causa disso...Até que no final rola um romance bem forçadinho. Enfim,é fofo,mas forçado,o que me irritou.

Outono (O som dos sentimentos):
Na história de outono,conheceremos Anna Júlia e João (ela 17,ele 19). Anna Júlia é uma boa filha,ótima aluna,só tira notas boas...E esta se preparando para passar na tão deseja (pelo seu pai) faculdade de direito. João é músico,e largou tudo para fazer faculdade em SP. 
Os dois se conhecem acidentalmente na avenida paulista perto do MASP,onde João toca violão para levantar uma grana para ajudar uma casa de caridade,e Anna indo para seu estágio em um escritório de advocacia. Os dois são totalmente o oposto,mais fofos!

Essa foi a história que eu mais gostei e me identifiquei. Tinha música,e foi um romance juvenil normal,gradual...Nada forçado. As vezes me identificava com Anna Júlia,pela sua vida amorosa,pela sua indecisão com o futuro...E as vezes com João,pelo seu amor pela música e sua força de vontade. Foi uma história bem gostosinha de se ler. 
Primavera (A matemática das flores):
Na primavera,conhecemos Jasmine,ela está no seu último ano do ensino médio,porém ainda tem problemas com a tão temida matemática. Onde precisa de ajuda,e seu professor,oferece ajuda apresentando um estudante de engenharia para lhe dar aulas de reforço! E por ai a história se desenvolve. Tem romance,barraco,choro...

A história é bem legalzinha,gostei bastante da escrita da Bruna Vieira,não é nada muito forçado,mesmo não me envolvendo tanto...Porém é singelo,e fofo.

Verão (Amor de Carnaval):
Thalita Rebouças foi minha escritora favorita de infanto juvenil,sempre gostei muito da forma como ela envolvia o leitor,e suas histórias...
E nessa história de verão,ela conta os dramas amorosos de Inhá; com o sonho de namorar um príncipe de Kaká e a sede por fama de Tati. 
A Inhá,encontrará um cara aparentemente bem legal em um camarote dos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro. E a partir daí os dois vivem um "amor" momentâneos de carnaval,sabe?! Porém,logo no dia seguinte,ela descobre que encontrou em uma furada. 

É divertido,engraçado e inusitado. Assim como todas as histórias da Thalita. 
 Algumas considerações: o livro é legal. Porém oscilou bastante. Não tinha um público alvo certo!
Porém é um bom livro para relaxar. Apesar de eu ter gostado de apenas de um conto...

Enfim,alguém já havia lido? Me contem o que acharam?!

Beijão,e see ya!


Comentários

Postagens mais visitadas